27 de janeiro de 2010

Como o leite materno se forma?



O leite materno é produzido a partir do plasma sanguíneo através da ação de hormônios e reflexos (fenômeno neuro-endócrino).

Durante a gravidez as glândulas mamárias se preparam para lactar através do estimulo de hormônios, principalmente estrogênio e progesterona. Todavia, apenas após o nascimento, com a expulsão da placenta, o efeito inibitório desses hormônios sobre a prolactina, principal hormônio responsável pela produção do leite, são cessados (GERALD, 2002).






Segundo Guyton, a sucção do peito pelo recém-nascido estimula as terminações nervosas presentes no mamilo e na aréola gerando impulsos que inibem a secreção de dopamina, através de um reflexo neuro-hormonal, fazendo com que ocorra a liberação da prolactina, pela hipófise anterior, na corrente sanguínea.

Assim a prolactina atinge as células alveolares ativando as células secretoras do leite materno, que através das substâncias nutritivas presentes no sangue materno produzem o leite.


 Com a sucção do recém-nascido há também a liberação do hormônio ocitocina pela hipófise posterior. Este hormônio age diretamente nos alvéolos levando-os a contração das microfibrilas que os rodeiam. Ocorre então a ejeção do leite acumulado no lúmen da célula alveolar para os sistemas de canais até chegar nos depósitos de leite sob a aréola.

A ocitocina é considerada por alguns estudiosos como o hormônio galactopoiético mais potente que atua durante a amamentação. Esta também é responsável pela contração do útero acelerando sua involução e, portanto, diminuindo o sangramento pós-parto (BRASIL, 2002).

Algumas mães se queixam de cólicas durante a amamentação nos primeiros dias de puerpério. Isto se deve a contração uterina que ocorre por estimulo da sucção.
O estresse, dúvida, vergonha, dor extrema, ansiedade ou o uso de álcool e/ou cigarro pela nutriz pode interromper temporariamente a liberação de ocitocina.

De início o reflexo da ocitocina é não condicionado, com resposta a um estímulo físico, mas posteriormente torna-se condicionado, e apenas o choro, a visão ou pensamento do bebê pode ser suficiente para provocar o fluxo de leite. Se a mãe se encontra deprimida, cansada ou com falta de confiança na amamentação o reflexo da ocitocina pode ser inibido, embora esta inibição temporária e parcial possa ser revertida.


_______________
Ref. Bibliog.
*  BRASIL. Ministério da Saúde, Organização Pan-americana da Saúde. Representação do Brasil. Guia alimentar para crianças menores de 2 anos. Série A Normas e Manuais Técnico, n.107. Brasília -DF, 2002.152 p.
* GERALD, Tartora. Princípios de Anatomia e Fisiologia. 9 ed. Rio de Janeiro: GUANABARA KOOBAN, 2002.
* GUYTON, Artur C. HALL, John. Fisiologia Médica. 10 ed. Rio de Janeiro: GUABARA KOOGAN, 2002.



0 comentários:

 

Assine vc também!

Subscribe via email

Cadstre seu email:

Delivered by FeedBurner

Arquivo do blog

EnferNat Copyright © 2009 HTML by Ipietoon. Lay by Nat Viana